Entrevista com Gisely Blanc, campeã dos 13K no Araçatuba Half Marathon

10171092_850813448278797_5635793243446661283_n

 

 

Olá pessoal, para inaugurar a nossa seção de entrevistas, convidamos a corredora Gisely que foi um dos destaques da prova do Araçatuba Half Marathon, campeã feminina dos 13K. 

 

 

Gisely Blanc nasceu em Curitiba-PR,  tem 27 anos, Enfermeira e Mestre em Enfermagem pela UFPR, é corredora amadora a pouco mais de 1 ano.

Olá Gisely, quando você começou a correr?

A primeira vez que eu corri foi em 2006 apenas para a realização de um concurso público. Passei a correr efetivamente e em provas apenas em Fevereiro de 2013.

Qual foi a sua motivação?

A princípio a minha motivação foi o emagrecimento, estava com 8 kg a mais e um percentual de gordura alto. Também tive indicação médica, apresentava na época um diagnóstico de Depressão e realizava tratamento farmacológico.

Quais foram as dificuldades no início?

Primeiro a falta de condicionamento físico, correr mais que 2km era cansativo, sentia falta de ar,  e não era uma atividade que me proporcionava prazer.  Ainda, eu sentia muita preguiça, acordar 6:00 ou antes para correr? com o clima frio ou com chuva? achava um sacrifício, mas mesmo com preguiça eu insisti. Em Fevereiro de 2013 participei de uma corrida de rua, tive a primeira sensação de superação e me apaixonei pelo esporte.

Você já se machucou?

Em Setembro de 2013 tive diagnóstico de fratura por estresse na tíbia direita. Mas tenho consciência que a lesão foi resultado de excesso de treino, excesso de provas, falta de orientação profissional (nutrição e educador físico).  Eu estava tão empolgada que participei de 6 provas seguidas e aumentei o volume de corrida muito rápido.

O que isso mudou em seu treinamento, qual a sua rotina atual de treino?

Mudou tudo. Fiquei 1 mês sem nenhum tipo de atividade física e o meu retorno foi gradual.

Atualmente eu treino em uma assessoria de corrida (4run Assessoria Esportiva), corro de 3 a 4 vezes por semana. A pouco tempo conheci o Grupo de Corrida de Montanha do Facebook e realizei alguns treinos específicos em Montanha, os quais me ajudaram muito. Também pratico musculação de 3 a 4 vezes por semana, o treinador Leandro Zampier organiza meus treinos visando fortalecimento e resistência para a prevenção de lesões.  Ainda, realizo acompanhamento nutricional com a atleta Larissa Cunha, tenho um plano alimentar e suplementação de acordo com os meus objetivos e treinos.

E o Trail Running, como entrou em sua vida?

Sempre gostei de natureza e de realizar trilhas, porém não tinha companhia. Então, vi que seria realizada em Julho/2013 uma corrida na Ilha do Mel, já gostava bastante do lugar e resolvi participar. Ao final da prova me senti realizada e vi a oportunidade de conciliar as duas paixões.

Em sua opinião qual a principal diferença entre a corrida de rua e a corrida na montanha?

Acho bem difícil explicar… mais uma vez coloco a palavra “paixão”,  acredito que quem passa a correr montanha não volta para a rua. Poderia separar as principais diferenças em três pontos. Primeiro,  a corrida em montanha proporciona o contato com a natureza; conhecer lugares incríveis; você está correndo e tem a oportunidade de olhar ao redor e perceber que está pertinho das nuvens (rs);  você se suja de lama, mas logo a frente pode ter um rio para se limpar ou se hidratar.  Segundo, a superação, é exigido um preparo físico muito maior. Eu termino uma prova/treino com a sensação que se eu sou capaz de passar por esses desafios, também sou capaz de outros desafios na minha vida (profissional/saúde/etc). Terceiro, amizades, não presenciei nas corridas de rua o clima de companheirismo visto nas corridas de montanha, o clima de competição é menos intenso. Em uma corrida um desconhecido percebendo a minha dificuldade para atravessar um rio, me ofereceu ajuda e “atrasou” a sua corrida para me ajudar. Enfim, é muito mais que correr…

Destaque-nos algumas provas que você correu?

Corri poucas provas, sou iniciante… Portanto, cada prova foi especial e proporcionou uma experiência diferente.

No Araçatuba Half Marathon você foi campeã feminina nos 13K, um grande feito para quem está recém entrando no universo trail running, conte para nós um pouco sobre essa experiência de correr em uma das provas com maior nível de dificuldade do país.

Achei a prova fantástica, estava muito bem organizada, aproveito para parabenizar todos os organizadores e envolvidos. Eu já conhecia o percurso, havia realizado um treino no local, porém considerei a prova difícil. Subidas muito fortes, as panturrilhas “reclamaram”, tive cãibras, levei alguns tombos devido a lama. Mas ao mesmo tempo foram essas dificuldades que tornaram a prova divertida e desafiadora.

Quanto ao primeiro lugar, eu realmente não esperava esse resultado, fui em um ritmo bem tranquilo nos primeiros 6km devido à dor nas panturrilhas, consegui recuperar nos 7km seguintes.  Nas descidas, fui com tudo, não com intenção de pódio, não sabia que estava entre as primeiras… me diverti na corrida, curti a paisagem, algumas reflexões no percurso. Apenas no último Km me dei conta que estava em primeiro (sim, sou distraída!), foi quando escutei o Raphael Bonatto falando ao microfone  que logo chegaria o primeiro lugar feminino dos 13k, foi quando me dei conta e me emocionei. Fiquei feliz sim, mas a experiência dessa prova é mais importante que qualquer classificação. E parabéns as meninas que ficaram em 2º e  3º, ficamos “coladas” nos últimos km.

Veremos a Gisely em quais provas esse ano?

Como estou iniciando e me recuperei a pouco tempo de uma lesão, coloquei como foco para 2014 participar dos circuitos organizados pela TRC e Naventura.

Uma mensagem para todos aqueles que estão começando com o Trail Running.

Aproveite a montanha, a paisagem, se conecte a natureza. Experimente a sensação de liberdade. Divirta-se. Supere limites. Corrida de montanha é mais que uma simples corrida ou competição…

Muito obrigado pela entrevista Gisely, parabéns pelas conquistas!

10157050_852032648156877_141731038_n

Autor: Diego Denega

Compartilhar essa postagem

7 Comments

  1. Gi querida, que orgulho de você nesse pódio!
    Merece cada centímetro dele amiga. Parabéns!

    Post a Reply
    • Cyn…. quero você cmg nas corridas…venha logo para as montanhas… 🙂

      Post a Reply
  2. Interessante – Eu nunca vi uma half marathon ser 13k. Eu vi half marathons que são 21k ou 13,1 milhas, mas uma meia de 13k é o primeiro.

    Post a Reply
    • Olá Cody, o nome da prova é Araçatuba Half Marathon pois o percurso principal é de 21K, mas a mesma também possui percursos menores (13K e 4K).

      Post a Reply
  3. Obrigada pelo convite Diego… 🙂

    Post a Reply
    • Eu que agradeço Gisely, sua participação engrandece o site, as portas estarão sempre abertas!

      Post a Reply
  4. Minha Menina ,Te Amo , parabéns pelas conquistas…

    Post a Reply

Digite seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *