Relato de prova: Pro Trail Running e Copa Brasil de Corrida em Montanha Paranaguá

Outubro foi o meu mês de provas,  no dia 18 participei da 14ª Corrida da Serra da Graciosa uma das mais tradicionais corridas do gênero Uphill no país, com percurso de 20Km e aproximadamente 1000m de desnível positivo, a prova contou com mais de 800 atletas inscritos que encararam frio, neblina, rajadas de ventos e chuva, foi uma bela oportunidade para encontrar vários amigos e correr em segurança na bela Estrada da Graciosa (você até pode correr lá final de semana, mas a estrada não tem acostamento, os carros ficam tirando fino), meu objetivo era um tempo de prova de 2h, mas estaria satisfeito se o tempo fosse abaixo de 2h30m, e não é que acertei na mosca! Meu tempo líquido foi de 2 horas e 37 segundos , fiquei muito contente com a minha evolução, como comparação em abril deste ano eu fiz a Meia Maratona de Balneário Camboriú em 1h57m, prova que o desnível positivo que não chegou a 300m.

Link para a minha prova da Corrida Graciosa no Strava: https://www.strava.com/activities/415617256

Saiba mais como foi a prova da Serra da Graciosa: http://www.amazingruns.com.br/#!A-14ª-CORRIDA-DA-SERRA-DA-GRACIOSA-VOLTOU/c1gk0/56255a100cf2c3a4a716cffe

No final de semana seguinte tinha mais uma prova agendada a Pro Trail Running 10Km, do mesmo organizador da X-Trail Run (que na ocasião me surpreendeu positivamente) tanto que escrevi um relato aqui. Um dia após a Corrida da Graciosa conversando com amigos uma prova me chamou a atenção, a Copa Brasil de Corrida em Montanha Paranaguá, o percurso passaria pelo Parque Estadual Saint Hilarie, tendo como destaque o Morro do Inglês, pelo perfil altimétrico o percurso de 21Km teria mais de 1500m D+, fiquei alucinado, e além disso vários amigos já estavam inscritos, minha inscrição foi confirmada na terça-feira e na quarta-feira um notícia bombástica, alteração no percurso, não conseguiram autorização ambiental do parque, conforme imagem abaixo.

Retirado do site: http://www.jaoesportes.com.br/#!paranagua-pr/cj82

Retirado do site: http://www.jaoesportes.com.br/#!paranagua-pr/cj82

Vários atletas ficaram revoltados e foram para as redes sociais reclamar (inclusive eu), logo em seguida a organização anunciou o novo percurso que seria na Ilha do Mel, o que gerou mais protestos por conta da logística de transporte e custos envolvidos, felizmente a organização ouviu os atletas e mais uma vez alterou o percurso, porém o percurso não era nada desafiador como o primeiro proposto, mais reclamações, vários atletas estavam solicitando o reembolso da inscrição, porém conforme de acordo com o regulamento da prova,  o percurso poderia ser alterado caso houvesse algum risco para os atletas, depois de ler o regulamente desisti de pedir reembolso e decidi que iria participar da prova mesmo ela tendo passado de corrida de montanha para cross country, mais adiante eu continuo esse história, vamos voltar para a prova Pro Trail Running.

No dia 24 de outubro (sábado) de tarde eu e e minha esposa rumamos para a Estância Aguás da Serra (ainda não descobri se fica em Campo Largo ou São Luiz do Purunã), o local é bem bonito e muito bem cuidado, cobraram R$ 8,00 de estacionamento e R$ 5,00 por visitante (a entrada dos corredores já estava inclusa na inscrição), a Naventura também costuma realizar provas no local então já era conhecido de alguns, chegamos na estância e encontramos vários amigos corredores, a largada estava prevista para  15:00, por algum motivo que desconheço teve um atraso de 10m, não gosto de largar muito forte, mas como após uns 200m da largada já entraríamos numa trilha, larguei bem forte certamente entre os 10 primeiros pensando em evitar trafego de corredores em trilhas single track (o que nem era necessário, pois a trilha era bem larga), mas enfim, não tinha mais o que fazer, e já no início uma subidas bem legais em meio a trilha rodeada de grandes árvores que mal nos permitiam ver o céu, após 3,5Km percorridos surge uma bifurcação, meu instinto era ir pra direita, mas vinha um cara (que não reconheci na ocasião kkk, fura olhos! kkk) dizendo que não era por ali e fui para esquerda, rodando mais alguns metros vi várias pessoas paradas, outras voltando e outras indo adiante, a confusão estava armada, vi um amigo voltando e comecei a voltar com ele, depois vi que todo mundo estava indo no sentido oposto e resolvi acompanhar a manada, resultado estávamos dando uma segunda volta no morro que já tínhamos passado, lá na frente quando me convenci fiquei em dúvida se era mais perto voltar ou continuar, decidi continuar, o erro me custou 3Km a mais e perdi 24 minutos, a essa altura já tinha um monte de gente dizendo que ia desistir e parando na metade do caminho, fiquei desanimado e diminui o ritmo, mas desistir não era uma opção.

E assim continuei, umas cinco pessoas me passaram no início da prova, mas na confusão depois que voltei pro percurso correto, devia ter umas 20 pessoas na minha frente que fui passando. Terminei a prova que deveria ter 8,2Km com tempo de 1h28m e 11,3Km percorridos.

Foi muito decepcionante a prova, além do erro de percurso, ainda teve erro na cronometragem que estava sendo realizada manualmente, tanto que o resultado dos primeiros lugares não corresponde a chegada real dos atletas (creio eu devido a organização estar lidando com o erro de percurso no momento que os atletas começaram a chegar).

Conversando com a minha esposa que ficou no local de largada\chegada chegamos a conclusão que a grande falha da organização foi deixar o percurso não ter sido exclusivo para os atletas, junto com os corredores haviam pessoas fazendo passeio de cavalos (um  corredor quase levou um coice) e praticantes de motocross, o que colocou a segurança dos atletas em risco, e o erro no percurso foi causado por um grupo montado a cavalo que rompeu a fita de segurança.

Ou seja, a prova tinha tudo para ser um sucesso, mas pequenas falhas comprometeram o evento e a frustração foi geral.

O organizador da prova se desculpou e disse que os erros foram assimilados e não aconteceriam novamente, dia 29/11 será realizada outra edição da prova no mesmo local, creio que errar é humano, empresas de eventos esportivos veteranas e consagradas regularmente também cometem erros (sucessivos), então nada mais justo do que dar uma segunda chance para o Kelvin Loureiro Semim, que tem o meu respeito por organizar provas com valores acessíveis em meio a um mercado que oferece provas a um custo altíssimo.

A medalha do esquilo foi show heheh

A medalha do esquilo de metal! Evolução!

Link para os resultados da prova: http://www.ticketagora.com.br/arquivos/Eventos/XTrail_PR/Resultados/TRAIL%20RUN%20-%20PRO%20TRAIL%20RUNNING/TEMPO%20CRONOMETRADO.pdf

Link para o meu percurso no Strava: https://www.strava.com/activities/419525499

E no domingo 25/10 madrugamos para viajar rumo a Paranaguá  e retirar o kit , estacionamos o carro e estrutura do pórtico de largada estava sendo montada, logo em seguida vários amigos chegaram e começamos a bater papo e nos aquecer, minutos antes da largada o organizador reuniu os atletas para passar as informações dos percursos e também explicar o motivo das alterações de percurso.

Amigos de Curitiba momentos antes da largada.

Amigos de Curitiba momentos antes da largada.

O que aconteceu foi o seguinte, a Jaó Esportes organiza suas provas com incentivos das prefeituras que desejam sediar o evento esportivo, segundo o organizador, a Prefeitura de Paranaguá simplesmente não cumpriu com as suas obrigações, sendo uma delas a autorização para o percurso no Morro do Inglês, o que obrigou a Jaó Esportes buscar percursos alternativos nas proximidades.

Mas essa falha não foi a única, a prefeitura se comprometeu em dar as camisetas, medalhas, troféus e a água mineral dos atletas, o que não aconteceu, sendo assim a Jaó Esportes teve que providenciar todas esses itens de última hora, bem como mapear e marcar os percursos apenas um dia antes da prova, e por todo esse empenho para a realização da prova o Tiago Lima e sua equipe tem o meu respeito, no kit veio uma camiseta de boa qualidade, no percurso não faltou água para os atletas, e a medalha super bacana, mas a cereja do bolo foi o percurso, no site estava anunciado um percurso caracterizado por muitos estradões, mas a prova foi bem diferente, pra melhor.

Percurso da prova no meu Strava: https://www.strava.com/activities/420319869

A largada atrasou alguns minutos por conta de um trem que iria passar no mesmo horário, eu e o amigo Cláudio combinamos de não puxar muito na largada, guardar para o restante da prova, assim que largamos corremos uns 3Km num pace pouco abaixo de 5:00 e adivinha? Um trem, daqueles bem grandes kkkk

Se tivessemos mantido um ritmo 5s mais baixo, teríamos passado tranquilo, ficamos 4 minutos completamente parados esperando o trem passar, enquanto isso o pelotão da frente se distanciava (no resto da prova só consegui passar dois atletas dos que passaram na frente do trem), mais 2Km de corrida no asfalto e entramos numa trilha que dava vista para um oleoduto quase vertical (lembrou o XTERRA Endurance Costa Verde), sobe e desce de morros muito legal, com pontos em que a inclinação atingia quase 44º, tinha chovido muito na noite anterior então as descidas eram emocionantes, sempre com derrapagens controladas (felizmente não levei nenhum tombo, mas quase vários rs).

Após 4Km de oleoduto o percurso levava para uma estrada de chão com lama, trilhas, travessia de rio em pinguela,  e no caminho de volta, o gigante oleoduto mais uma vez (no sentido contrário), ao fim da trilha, entramos em um trecho de 1km no asfalto e finalmente a linha de chegada, fechei os 21Km com um desnível positivo entre 500 e 800m (os GPS divergem) em 2h48m o que me garantiu um terceiro lugar na categoria 30-34.

E não é que todos que vieram de Curitiba levaram um belo troféu para casa, parabéns galera!

E não é que todos que vieram de Curitiba levaram um belo troféu para casa, parabéns galera!

Site da prova: http://www.jaoesportes.com.br/#!paranagua-pr/cj82 (notar como o percurso da prova no meu Strava foi bem diferente desse, para melhor)

Resumindo, uma das provas mais divertidas do ano! A organização durante a prova foi impecável, boa marcação, bons staffs, hidratação em bons locais e percurso desafiador (definitivamente não foi um cross country), se a Prefeitura de Paranaguá tivesse feito a sua parte poderia ter sido ainda melhor, deixo aqui meus parabéns a Jaó Esportes e espero que voltem para organizar provas no PR.

É isso pessoal, espero que tenham gostado dos relatos, ótimos treinos e ótimas provas a todos!

 

 

Autor: Diego Denega

Compartilhar essa postagem

1 Comment

  1. Fala, Diego!
    Mês agitado esse seu outubro, hein? Tá parecendo o meu novembro! rsrs
    Bom saber que a Jaó Esportes é ligeira pra resolver os problemas. Dia 06 vou correr minha primeira prova deles, o ZigZag Vertical em Santo Antonio do Pinhal, e assim fico mais tranquilo. Chega de provas mal organizadas esse ano… tá louco, viu! rs

    Abraço!
    Gabriel – http://seelacorreeucorro.blogspot.com

    Post a Reply

Digite seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *